Forex

Aprende a lucrar com forex.

Forex é o Mercado Cambial. É o mercado com a maior liquidez no mundo que move cerca de 4 biliões de doláres todos os dias. Opera-se com pares de divisas (moedas estrangeiras – exemplo: EUR/USD).

O valor das moedas está constatemente a mudar, e é com estas oscilações de preço que iremos lucrar. Mas existem vários fatores, como a inflação, taxas de juro, eventos (políticos e económicos) nos respetivos países, bid & ask (oferta e procura).

Termos básicos

Antes de começar a operar no mercado cambial é necessário ter o conhecimento básico e saber os termos mais importantes e usados neste tipo de investimento, tais como:

  • Leverage (ou alavancagem) – é basicamente abrir uma posição com mais recursos e é dado por uma proporção que faz os teus ganhos ou perdas multiplicarem. (exemplo – 1:30 podes entrar com uma posição 30x maior do que foi investido). Um leverage maior siginifica um risco proporcionalmente maior.
  • Margem – quantia de dinheiro expressa em percentagem para abrir uma posição.
  • Pip – diferença entre o valor de oferta e procura (bid/ask) por 0,0001 na respetiva moeda.
  • Lot – 1 lot equivale a 100 mil unidades da moeda a ser adquirida.

Exemplo prático: EUR/USD 1.19. Investimento = 100 euros com um leverage de 1:10 = 1000 euros. Que irá resultar em 0,01 lot = 1000 unidades (dependendo do câmbio). E por cada pip que o preço aumente (caso seja uma ‘call’ que irá ser depois referido) então os teus lucros brutos irão ser segundo esta formula (0,0001/1.19)X1000= 8,4 cêntimos/pip.

Como operar

Para operar em forex primeiramente é necessário ter em mente que, NÃO é um processo de rápida aprendizagem, porém pode-se tornar fácil com o devido estudo. 

O segundo passo é escolher uma corretora (broker), fazer pesquisas e analisar qual a mais conveniente consoante os ideais de cada um em termos de taxas, suporte, Sede e se são reguladas ou não.

Em terceiro lugar aplicar o prévio estudo. Eu recomendo começar com uma conta DEMO. Quase todas as corretoras possuem uma opção de conta demonstração (conta DEMO), esta conta permite operar com o mercado tal e qual como se fosse uma conta verdadeira, no entanto é utilizado dinheiro virtual, ou seja dinheiro falso.

O Gustavo opera com a XTB, podes ver mais informações sobre esta corretora no website deles. As principais razões por esta escolha é as baixas comissões, a segurança, e a plataforma xStation 5 que facilita o trading para iniciantes.

Mentalidade

A chave é paciência. Paciência no processo de aprendizagem, paciência para esperar e cumprir as metas auto impostas.

Saber esperar pela altura certa e ter sangue frio são o que fazem um bom trader, não importa se se perde X ou ganhe X sem saber como o fez, o que importa é ganhar e poder responder à pergunta «como?». 

Saber conter as emoções e ter em mente que não se vai apanhar todas as trades, não se vai ganhar todos os dias e também por muito boa que seja a estratégia, vai falhar, ela falha porque o mercado não é sempre igual, não porque é má.

Cada trade tem uma probabilidade diferente de estar certa.

Estratégia

Definir uma estratégia é por si só já uma estratégia para obter consistência no trading  em geral, ao escolhermos uma fica muito mais fácil para controlar o lado emocional que o forex tanto exige. 

Vamos supor que estás a olhar para um gráfico mas sem nenhuma estratégia, o teu psicológico vai começar a pensar «mas estás à espera de quê?», porém com uma estratégia isso já não vai acontecer, porque se essa questão aparecer vais poder automaticamente responder que tens um ponto de entrada já pré-definido, tornando assim uma vertente emocional mais facilmente controlável.

NOTA: Mais à frente irei explicar uma estratégia muito simples e eficaz de retest.

Suporte e Resistência

Suporte: zona de preço mínimo, ou fundo. Forma-se com o toque do preço nessa zona mas sem nunca a quebrar. Resistência: zona de preço máximo. Forma-se com sucessivos toques nessa zona sem nunca a quebrar.

Antigas resistências podem vir a ser futuros suportes e antigos suportes podem vir a ser futuras resistências assim que o preço quebra a zona correspondente a cada um.

Autor(es): Guilherme Martins, Gustavo Araújo (Workolic)

3 thoughts on “Forex”

Deixe uma resposta